segunda-feira, 24 de março de 2008

prêmio "Vergonha Alheia"

categoria: comercial de TV

Estou no elevador do meu prédio. São 22h17 de uma segunda-feira chuvosa. Tive de pegar 3 ônibus para enfim “recolher-me” ao aconchego do meu lar, vinda de um dia árduo de trabalho. Hj meu chefe faltou, o q sobrecarregou a minha pessoa. 1h depois, minha estagiária pede demissão. Respirei fundo, mentalizei o cabala, rezei 2 ave-marias e continuei. No caminho de volta pra casa, meu ônibus pega fogo.













Em casa, buscava relaxar. Deitei-me então em meu sofá de couro petit poá, liguei a TV e deparei-me com uma seqüência esdrúxula de comerciais. Por alguns minutos me peguei tentando julgar qual deles levaria o premio “Vergonha Alheia da TV brasileira”. No entanto, não obtive resposta de mim mesma. Seria justo um empate?



Analisando esta propaganda, cheguei à conclusão que o Richard não sabe q é famoso no Brasil, ou jamais se submeteria a esse ridículo. Carol, tu não és a Julia. Richard, o solteiro, quarentão, charmoso, bonito e gostosão, já era. Pelo menos, depois desse comercial. (Atenção ao gauchês do moço, cuja sentença “acabei de tchêgar” acaba com o tesão da mulherada e da comunidade gay)




Xuxa mostra toda a sua meiguice, feminilidade e sensualidade nesse incrível comercial, que de sensual não tem nada, já que empapar-se de hidratante não é legal. Nossa rainha-cabelo-pinico deve estar “ali-ali” com o cara do Bom Bril e com o Cid Moreira, em anos de trabalho pra um único programa/marca.

Saudades de ti, Cid.
Sorry about that, Cleiton....se te consola, eu já quis ser paquita.

3 comentários:

Chico disse...

bom texto, descalça! senso de humor na medida

descalça disse...

legal, obrigada!
:)

ROBERTA disse...

por Deus, Sabrina, não coloque vídeos! Eu tenho vergonha alheia. E não é pouca =)